O fator China

O surto de peste suína africana que atingiu parte expressiva do rebanho chinês de suínos é a principal razão para que os asiáticos tenham intensificado o apetite pela carne brasileira. E esse cenário não tem mudanças a curto prazo, apesar de estar ocorrendo em um período de entressafra da pecuária.

O ciclo de produção das carnes bovina e suína não é rápido, como o do frango. Devido ao problema, a China passou a buscar cortes suínos e bovinos no Exterior.

Entre janeiro e outubro deste ano, segundo o Ministério da Economia, as exportações de carne de gado do Brasil totalizaram US$ 5,7 bilhões, 7,6% a mais frente ao mesmo período de 2018. Com crescimento de 36,6% no ano, a China foi o principal destino dos embarques, respondendo por US$ 1,6 bilhão dos negócios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.